Implantação do Sistema Eletrônico de Execução Unificado (SEEU)

Alagoas já implantou o Sistema Eletrônico de Execução Unificado (SEEU), tecnologia disponibilizada pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) que centraliza e uniformiza a gestão de processos da população carcerária do país. Os cerca de 11 mil processos da 16ª Vara Criminal – Execuções Penais foram migrados para o novo sistema, que permite um trâmite processual mais eficiente.

A nova tecnologia é mais atenta em informar sobre os direitos dos apenados, como informa o corregedor-geral da Justiça de Alagoas, desembargador Fernando Tourinho. “É uma ferramenta capaz de nos mostrar um panorama preciso da execução penal em Alagoas, como o número da população carcerária e monitoramento dos benefícios que os reeducandos têm direito, sem se ter o risco de que ocorram atrasos”, comentou o corregedor.

Treinamento e migração de processos

Uma equipe do Judiciário do Espírito Santo, sob coordenação das juízas Carla Mileipe Festa e Graciela de Rezende Henriques, esteve em Alagoas com o intuito de promover o treinamento dos servidores quanto à migração dos processos para a nova tecnologia. A capacitação já com a migração dos processos ocorreu na Escola Superior da Magistratura de Alagoas (Esmal).

 

Ascom CGJ/AL
imprensacgj@tjal.jus.br
(82) 4009-3826 | (82) 99104-9842